Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

domingo, 22 de julho de 2012

Paradoxal Querer

Eu quero amanhecer para contemplar a beleza da noite
Quero a coragem de viver inexoravelmente
De forma que a morte não me surpreenda
Quero a surpresa previsível
Os sonhos irrealizáveis
Quero experimentar a doçura do amor
E saber conviver com o amargo desamor
Que desorienta
Aqueles que orientam
Quero suportar a união desunida
Na alegria e na tristeza
Na riqueza e na pobreza
Até que a morte nos una de vez
Quero a felicidade dos dias infelizes
O colorido na escuridão
A liberdade na prisão
Quero desconstruir para reconstruir
Errar para poder acertar
Quero o físico transcendental
A alma corpórea, o vazio repleto
Quero a comunhão solitária
Quero tudo, quero nada:
Meu paradoxal querer.


Escrito por: Liliane Balonecker em Blog da Professora Liliane Balonecker

2 comentários:

Elizabeth Kaeton disse...

Bonito, bonito, bonito

Mariana Zogbi disse...

I'm so glad about your visit, Elizabeth!

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!