Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

sexta-feira, 25 de março de 2016

Dentro

"Dentro: adv (de+lat intro) 1 Interiormente. 2 Na parte interior. Adentro: para dentro. Dentro de: a) no interior de: dentro das grades; b) no espaço de: dentro de dois anos. Dentro em: dentro em si mesmo. Dentro em breve: dentro de pouco tempo. Dentro em pouco: dentro em breve. De dentro: a) do interior; b) fam: da alma, do íntimo, do coração."


Às vezes o instante me consome e sou tomada por profundo pensamento. Desprender do tempo e habitar no lugar dos insanos e das utopias. A calmaria que chega com o mar, com o dedilhar no violão, com o som da flauta... tão doce. Fecho os olhos e deixo a brisa, carinhosamente, desarrumar os meus cabelos... Há um desespero na vida às vezes, e é pela existência, por não sabermos de nada, pois, até o que sabe, vive à mercê dos instantes. Descobrir-se nu é loucura, mas só se sabe no extremo da lucidez humana. É por esperar tudo e nada, que vivo e me acalmo. E olho o relógio, e bato impaciente, os dedos sobre a mesa, caminho no universo sem fundo, mas há as estrelas e a distância é em anos, anos luz. Tudo vai passar, porque estamos em constante movimento. Enquanto isso, há o mar, que esconde estrelas e a distância é em profundidade, comparada ao inalcançável estado de mim mesma. Às vezes mergulho no mar, sem hesitar, porque é meu encontro, porque os infinitos sentimentos da minha alma se dissolvem e se convergem no plano do entendimento. No mar não se pode desesperar, tudo o que é maior, exige calma, pensamento, intensa meditação.
Voltar à superfície pode ser perigoso, o tempo é outro, há uma pressão diferente a qual precisamos nos adaptar. E somos ensinados sobre tudo, sobre as linguagens, sobre a natureza, as dimensões das coisas e o volume que ocupam no espaço. Mas há certo aprendizado que poucos compreendem, diz respeito ao único, diz respeito ao aprendizado de si próprio, diz respeito aos inexplicáveis encontros da alma com as estrelas.

Mariana Zogbi


4 comentários:

Moacir Willmondes disse...

Intensas descrições da imagem do espelho. Achei belíssimas as cores que usaste para pintar as paisagens do teu eu, sobretudo pela jeito tão peculiar e admirável com que escreves.

Um abraço, Mari.

Madeline disse...

Oi Will, alegro-me muito com tuas visitas! Obrigada pelo carinho, a admiração é recíproca. :)

Fabio Rocha disse...

Me peguei dançando por uma música bem, bem antiga, ,intima e sem nenhum som.

Madeline disse...

Obrigada pela visita e carinho, Fábio!

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!