Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

terça-feira, 9 de junho de 2015

I'm a dreamer but I'm not the only one

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada..."
Clarice Lispector

Gosto de escrever porque não me cabem os sentimentos. Lembro-me que uma das maiores ansiedades quando criança, era aprender a escrever...

     Está doendo viver. As guerras estão por toda parte e atingem todas as pessoas. Recentemente, a imagem que fez referência a Jesus Cristo, na parada gay, me atingiu na alma. Depois, vi algo sobre "fanatismo religioso" e  morte de uma líder da religião africana. Já presenciei ódio contra negros, homossexuais e outros. "Tudo me atinge - vejo demais, ouço demais, tudo exige demais de mim." Estou vendo uma chuva de pedidos de respeito, e eu só queria amor. Estou pedindo amor, porque todos os homossexuais que foram vítimas de fanatismo religioso, foram vítimas de ódio. Estou pedindo amor, porque todos os cristãos que viram as imagens publicadas ontem, foram vítimas de ódio. Os discursos têm sido de ódio e todos se "justificam" com base em algum sofrimento. É chocante ver um filme que relata a morte de Jesus, é chocante ver um homossexual sendo morto espancado, é chocante adolescentes colocando fogo em índio, é chocante ver exploração de preto, branco, pardo, amarelo, azul, é triste ser explorado pelos impostos, pelos preços, pelas leis, ou você acha que a exploração foi resolvida pela princesa Isabel? 
       Seria bonito se todo mundo pensasse antes de criticar algum partido político, um time de futebol, ou que todo mundo soubesse expor um ponto de vista."You may say, I'm a dreamer but I'm not the only one"... Muito me entristece saber que existem torcidas organizadas para matar, marchas pela paz que fazem guerra... 
     Opiniões divergentes aparecerão ao longo da vida de todos e, quando eu falo em "mais amor", estou ciente que o amor não é um objeto que você compra e coleciona. É algo que vem de dentro;é gerado. Há pessoas com geradores quebrados pelo ódio, pela falta de compreensão, pela sede de justiça...Geradores sufocados pelo medo, pela falta de diálogo, pela ausência do silêncio...  O que será que há de errado com quem condena o barulho do Heavy Metal e ouve MPB no volume máximo? Será que todos gostam das mesmas músicas? O que será que acontece na cabeça, no coração, de quem prega o amor e reproduz o ódio? Ouvi esses dias: "felicidade é uma questão de ser". Ser o que? Ser apedrejado, ser esfaqueado, ser injustiçado, ser crucificado ou ser condenado?
Meus pêsames aos que sentem essa falência universal dos seres.

Mariana Zogbi


2 comentários:

Willmondes disse...

Pêsames aceitos, Mar + iana.

Madeline disse...

;)

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!