Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Cheiro de Chuva

       Lembro-me de uma situação em que eu era criança, o pai de um colega estava colocando água nas plantas do jardim, era finalzinho de tarde, o sol já estava indo embora, eu estava com os pés no chão de cimento e ele regando as flores e alguns ralos pés de morango que plantara. Foi aí que eu disse pela primeira vez "amo esse cheiro de água!". O pai dele, sempre "cara fechada" fitou-me dizendo: "Cheiro de água? Mas água não tem cheiro." Para mim água tinha cheiro, cheiro de chuva. Tentava explicar, mas com ele não tinha conversa: "água não tem cheiro (ponto)". 
        Mais tarde eu descobri que o que eu gostava era do cheiro da terra molhada, fosse chuva ou qualquer outra água que caísse sobre a terra. Contaram para mim que o cheiro da água caindo fininha, fazia com que a "poeira baixasse" e despertasse aquele cheiro. E isso é tão bonito, não é? Às vezes precisamos deixar que a chuva caia em nós e aquiete todos os pensamentos. É necessário que as gotas levem nossa falta de tempo e cansaço, porque correr da chuva não resolve nada.  É preciso permitir-se molhar, despertar o que não se sente nos tempos de seca.

Mariana Zogbi

0 comentários:

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!