Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Querida,


Meu coração está frio, Ai ai.. Tenho medo de ser louco.. Medo de me deixarem, tenho medo de terem destruído minha alma, que às vezes eu tenho. 
Espero sua resposta, nesse meu desabafo sem perguntas,
De seu amigo de sempre.

Querido,

Você não é louco, coração frio não é sinônimo de loucura, é sinônimo de que você cansou de algumas situações e não quer mais fingir uma coisa que você nunca foi.
Sua amiga,
Mariana

Mariana, querida,
Recebi sua resposta, você conseguiu falar menos do que eu, tudo bem, direi mais. Eu vejo muita gente falsa - que finge emoções, fisionomias, reações, amizades - todas deprimidas. Têm tanto medo de ficarem sozinhas, de serem impopulares ou wallflowers, que abrem mão de tudo que gostam, que sentem e são e tornam-se vazios...
Converse comigo, sim?
Seu amigo.

Querido, 

Nossa alma grita no mundo, sensibilidade, carinho, amor, tudo à flor da pele... E, sinceramente, quase ninguém liga para isso, quase ninguém se importa com isso. Quem manda, meu bem, é o estereótipo. Por dentro pode ficar um bagaço, o mundo não está nem aí para o lado de dentro. Querem ver a beleza, o sorriso no seu rosto. Ser melancólico e estar triste, é doença. Porque ninguém suporta ter que consolar, porque ninguém suporta gente triste, porque ninguém suporta olhar mais nos olhos. Como será que você veio parar em minha vida, hein?

Vou citar Bucowski para você: "Por que há tão poucas pessoas interessantes? Em milhões, por que não há algumas? Devemos continuar a viver com esta espécie insípida e tediosa? O problema é que tenho de continuar a me relacionar com eles. Isto é, se eu quiser que as luzes continuem acesas, se eu quiser consertar este computador, se eu quiser dar descarga na privada, comprar um pneu novo, arrancar um dente ou abrir a minha barriga, tenho que continuar a me relacionar. Preciso dos desgraçados para as menores necessidades, mesmo que eles me causem horror. E horror é uma gentileza."

E é exatamente isso. 
Sua amiga, sempre,

Mariana

Mariana, 
Respondendo sua pergunta a respeito de como veio parar em minha vida: Eu não esperava muito de você, falando sinceramente. Obrigado por me escutar e responder.
Até breve, durma bem.Seu amigo.

2 comentários:

Beatriz LV disse...

Que diálogo cortante.. me trouxe melancolia e revolta..

abraços amiga

Madeline disse...

Linda, obrigada por vir sempre aqui!

Abraço!

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!