Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

domingo, 25 de novembro de 2012

A Pior Coisa Que Não Me Aconteceu

Comigo foi ontem. Eu estava em um passeio com muitas pessoas, quando chegamos lá, lembrei que eu havia esquecido a canga em casa e lembrei alto, pronunciando as palavras com surpresa e decepção: "Ah não! Esqueci minha canga!".
O problema acaba de começar. Uma mulher, que eu tenho pouco contato apesar de sermos vizinhas, abriu a bolsa e retirou a canga que era da neta dela e estendeu-a, entregando para mim. Eu agradeci muito, peguei a canga e prometi que devolveria quando estivéssemos indo embora, ela concordou com um sorriso.
Eu fui direto para piscina e para encurtar a história, eis que a canga ficou toda molhada e eu coloquei-a em um local onde batia sol, para secar.
Entre risadas, brincadeiras e diversão, deu a hora para irmos embora, peguei minhas coisas e estava indo embora com o pessoal. Pois o problema estava aí, peguei minhas coisas e esqueci a canga da menina.
Quis voltar imediatamente, mas era tarde, estávamos quase chegando em casa. Meu coração estava apertado e eu estava pensando nas mil desculpas que eu teria que dar, além de uma canga nova (pior era a estampa, eu não encontraria igual em lugar nenhum). Eu olhava para avó da menina e desejava que ela não lembrasse, pelo menos, chegando em casa eu teria um tempo de ligar no local, procurar outra canga, tudo para amenizar a tragédia. Contei a uma amiga que eu havia esquecido e ela achou melhor que eu fosse falar com a neta da mulher. Então fiz. Perguntei-a a respeito da canga, se ela tinha visto e pegado antes de sairmos do local, ela pensou, balançou a cabeça que não. Meu coração quase saiu pela boca, situação chata, eu teria que dizer que havia mesmo esquecido. Foi aí que a menina olhou para mim novamente, como em uma descoberta disse um "Aaah! Peguei sim, está aqui, você quer?"
Voltei à vida: foi a pior coisa que não me aconteceu. Ainda bem.


Mariana Zogbi

*A idéia do texto surgiu depois de ler "A Melhor coisa que não me aconteceu" do livro "Feliz por nada" de Martha Medeiros clique para ler.

2 comentários:

Beatriz disse...

Nossa, que angústia me bateu..

abraço
Bea

Mariana Zogbi disse...

Pois é, menina, imagina meu sufoco!

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!