Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 7 de junho de 2012

De que(m) sou eu?

Não sei bem. Disseram-me que sou de carne e osso. Acredito, mas duvido... às vezes duvido. Já pensei que eu era feita de lágrima. Um dia pensei que eu era dor, até sentir amor pulsar e descobrir que havia um coração. Depois eu pensava ter um coração que pulsava apenas amor, um dia ele bateu tão forte que pulsou medo. Então eu descobri que além do amor, havia medo. Até que a fé, provou-me que medo não era eu.
Já não sei quem eu sou, já pensei que eu era feita de água de mar e descobri que tem mais que um oceano na composição. Já pensei ser vento, mas senti-me pesada uma vez, precisava de um apoio que vento não precisa. Dizer quem sou é tão vago quanto qualquer coisa vazia. Limitar-me ao limite de ser. Limites que na verdade não existem.

Mariana Zogbi

0 comentários:

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!