Traduzir

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

É proibido chorar.

Era uma vez eu. E eu era. E era tudo.
Acontece que a gente muda aos poucos, os cabelos crescem aos poucos, a gente envelhece aos poucos, é aos poucos que a gente engorda. Não conheço ninguém que tenha dormido criança e acordado velho, muito menos que dormiu com 10kg e no dia seguinte pesava 90kg. As mudanças são gradativas e elas acontecem todos os dias.
Mas, incrivelmente eu insistia em ser diferente em quase tudo. Então, foi da noite para o dia, de uma hora para outra, que "all things moved". Sexta feira eu morava no interior, eu sentia saudade mas eu matava com tanta facilidade, como quem mata um inseto sem dó. Eu andava a pé, eu conhecia todo mundo. Mas na segunda eu viajava, eu andava de ônibus, eu sentia uma saudade interminável, eu não conhecia ninguém, eu tinha tudo, embora não tivesse nada.
Não posso mais falar em saudade, nem em tristeza, resolvi que sempre estou alegre, que sempre está tudo bem, o mundo simplesmente quer sorrisos sem querer saber de onde eles estão vindo, do coração ou não, tanto faz. Só não pode ter lágrimas.
Eu não sou daqui.

Mariana Zogbi

2 comentários:

Biane disse...

ai como eu queriiia nunca querer chorar! haha a vida seria muito mais facil e feliz! beijos lindaa

Zogbi disse...

Eu também, Biane :/

Postar um comentário

Conte-nos o que achou da postagem! Deixe seu comentário!

Procure aqui!

Quer receber as postagens? Cadastre seu e-mail!